In Shadows (Galeria Fbaul)

Desde do dia 23 de novembro, que se encontra na galeria da faculdade uma exposição cujo nome é “In Shadows”. Este, é o nome de um festival de vídeo, performance e tecnologias que este ano, pela primeira vez, marca presença na Faculdade das Belas Artes como exposição. Este festival apresenta várias iniciativas para aqueles que procuram o encontro entre o cinema e a dança, pois a programação do mesmo centra-se na criação artística repartida pelas categorias do vídeo-dança, documentário, instalação, exposição e performance. Nesta edição e segundo os organizadores da exposição, “o corpo volta a ser imaginado na sombra”.

Na exposição da faculdade, existiram então três trabalhos que captaram a minha atenção. Para além de todos os trabalhos serem dinâmicos e, por um lado, misteriosos, eram trabalhos cujos objetivos e ideias me pareceram interessantes e diferentes do normal.15225175_1257231900987122_1411419611_o15233574_1257231740987138_1594271213_o

In Vitro (por Andrea Santini e Francesca Sarah Roich):

Um trabalho inspirado na controvérsia criada à volta da engenharia genética. Numa abordagem da estética contemporânea, a instalação evoca séculos de alquimia e experimentação, devido à presença de tubos de ensaio e luzes refletoras. As imagens projetadas nos tubos,  adquirem uma qualidade holográfica visualmente muito interessante. Uma série de clones de corpos femininos e plantas são transformados “in vitro”, criando e ilustrando diferentes relações entre o espaço e o indivíduo que observa.

 

15224704_1257231880987124_128277615_o
In Vitro

 

Um Botão vermelho (por José Carlos Neves)

No centro da exposição, encontrava-se uma espécie de parede com um botão vermelho de um lado e um espaço para colocar os olhos noutro. Ao observar, por este pequeno buraco, conseguia ver aquilo que estava à minha frente através de uma câmera estilo “olho de peixe”. Contudo, aquilo que se estava a passar à minha frente só era representado na câmera alguns segundos depois de acontecer na realidade, o que me deixou intrigada. Assim, conseguia ser, uma primeira vez, a “atriz” e passado alguns segundos, voltava par ao local de observador, para me ver a mim mesma. Assim, este trabalho, segundo José Carlos Neves, “é uma reflexão em torno do lugar do interveniente na obra de arte interativa e do tempo que o artefacto interativo rouba à contemplação”.

 

15225415_1257231760987136_1284612614_o
O que se via através da câmera

To Be (por Henrique Frazão):

Este trabalho encontrava-se à entrada da exposição e, por ser uma pessoa que se interessa por fotografia, comecei logo por observá-lo. Consegui, imediatamente, reparar que todas as fotografias representadas tinham algo em comum: uma figura humana vestida de negro com umas enormes asas da mesma cor.  Tal como refere o nome do trabalho, trata-se do ser. Ser na cidade e na relação com os outros. Ser anulado pela cidade, aparecer, ficar, permanecer. Deixar rasto, pensar e desaparecer. Verbos estes que descrevem, segundo o artista, as fotografias que apresenta e o sentimento que sente em relação a Lisboa.

 

 


Em suma, achei a exposição bastante interessante, fundamentalmente por ser uma exposição em que o espectador tem o papel de descobridor e os trabalhos não estão expostos para uma descoberta imediata. O indivíduo que os vê tem de assumir um papel detetive e tentar perceber o que é que cada peça trata e o que é que o artista quer transmitir.  Pessoalmente, gosto bastante quando as exposições são interativas, logo, este fator foi mais um ponto a favor da mesma. Tenho muita curiosidade em ir a mais alguns eventos relacionados com o “In Shadow” visto que o cinema e as artes tecnológicas e performativas são áreas que me interessam bastante.

Joana Simões

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s